sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

outras cores

12 comentários:

ana k. disse...

lindas as imagens, beá!

Beá Meira disse...

Obrigado, Ana.
Acho que o que vale no caderno é a sequência e as relações entre as imagens, mais do que a qualidade das fotos.

disse...

as relações, cores, significados, movimentos!

Beá Meira disse...

Bê,

Você notou que eu só fotografo, rituais, arquitetura, escultura e pintura? De vez em quando uma paisagem.

disse...

a paisagem geralmente nos põe à distância, o manifesto nos coloca dentro...

Beá Meira disse...

Bê, acho que eu estou sempre a distância. Especialmente depois que eu comecei a escrever sobre arte.

disse...

mesmo a distância, com a percepção acuradíssima!

ana k. disse...

beá,
mas é nessa interação que fica a arte, ué...

ana k. disse...

beá,
mas é nessa interação que fica a arte, ué...

Beá Meira disse...

Ana,
Sim, sem dúvida.
É que eu vejo nas suas fotos, situações de luz, de sombra e até mesmo texturas, que não dá para atingir no automático.
Eu antigamente sabia fotografar calculando de cabeça, abertura e tempo. Hoje nem me lembro de usar o manual. Então fica tudo assim correto em termos fotográficos, sem surpresas.

ana k. disse...

beá,
é que nem andar de bicicleta!
você lembra rapidinho...
e o que conta mais é o olhar. e isso você tem de sobra!

Beá Meira disse...

Ana,
Na próxima viagem vou tentar fazer fotos sem o automático.