sábado, 23 de janeiro de 2010

crab


2 comentários:

daniloz disse...

aposto como este é o carangueijo mais feliz do mundo!
pelo menos foi a primeira coisa que consegui pensar sobre ele, hehehe, muito legal
o braço/pinça esquerdo dele está especialmente interessante, meio biônico talvez, tanto quanto os carangueijos e todos os bichos exoesqueletícios acabam sendo na verdade. eu adoro achar na praia a garra do carangueijo ainda montada, para poder ficar mexendo com ela, já fez isso?
recomendo.
beijo beá.
ah, aliás, adorei os desenhos em dupla, acho impressionante como viram outra coisa depois de combinados.

Beá Meira disse...

Danilo,
Este carangueijo é uma escultura enorme em Belmonte na foz do rio Jequitihonha. Fiz uns desenhos muito rápidos e neste ficou faltando um par de patas. Percebi que isto lhe deu uma certa "humanidade", ficou paracendo um monstro de desenho animado japonês.
Sim adoro estas articulações encapadas.
De que desenhos em dupla você está falando?