quarta-feira, 2 de setembro de 2009

heaven and earth




9 comentários:

Heitor Ferraz Mello disse...

é tudo tão poderosamente, dolorosamente lindo neste blogue, que vou ficar por aqui mais um tempinho, admirando, como se estivesse sentado naquelas poltronas verdes de Conversation. Ou deitado naquela maca de hospital. Beijos, Heitor

Beá Meira disse...

Heitor,
Ainda bem que podemos promover uma convivência entre o nosso imaginário. Eu leio todas as coisas imediatas, mesmo quando você vomita uma duzia de poemas em 3 dias.

angele disse...

que coisas tão lindas , beá querida.

Beá Meira disse...

Obrigada, querida Angèle.
Estas montagens eu fiz em 2003 para a exposição: Encontro do céu e da terra.

disse...

neste caso diria triplo encontro: céu, terra e água!

Beá Meira disse...

É verdade Bê, do ponto de vista da matéria seria: ar, terra e água.
Este lance do encontro do céu e da terra é uma simbologia para os templos, os lugares, as coisas e as pessoas que são capazes de criar esta conexão entre o que é terreno e o sobrenatural.

Ramires disse...

E aí este farol faz um senhor trabalho de simbolismo né? Muito bom

Beá Meira disse...

Ramires é uma espécie de Zigurate Babilônico, não é?
Tem também o fato de ser uma máquina para iluminar e apontar os caminhos.

Ramires disse...

exatamente, tenho junto com o Hique Gomez uma história pra um musical que tem um faroleiro que é "o cara" que orienta os demais personagens até quando esta fora do farol... Gostei muito da tua abordagem para o tema. Abração