quinta-feira, 1 de novembro de 2007

piranesi e a documentação dos incêndios


4 comentários:

Anônimo disse...

Uma longa jornada por caminhos que expressam com beleza e coerência muitos de nossos dentros.
Excepcional!
Incrível como enquanto caminhamos desatentos, o artista transcedente vai lapidando dias e noites como se nada fosse.
Sublime me parece.
luiz bolognesi

disse...

o que suaviza um pouco é que você, diferente do piranesi, nos oferece alguma saída, mesmo que elas nos desafiem a enfrentar os monstros que as guardam... mas sair será inevitável, as chamas, logo mais, farão todo o interior arder.

Beá disse...

Luiz

Obrigada pelas palavras e pela atenção com que olhou cada uma das imagens.
São apenas anotações visuais ainda não transformei tudo isso em algo realmente "sublime".
Todas estas páginas foram feitas entre maio e novembro deste ano. E há muito ainda para ser publicado.
Mas a possibilidade de compartilhar o trabalho com os amigos faz esta experiência de abrir os cadernos ser muito divertida e gratificante.

Beá Meira disse...

Bê,
Em toda esta série onde a temática é a documentação dos incêndios, estou me referindo mais a museologia, a museografia e a capacidade de nossa sociedade em transformar fatos reais em imagens, representações e documentos do que ao fogo propriamente dito. Não acho que o espaço vá virar cinzas, pode haver explosões e até ficar bem quente.